Parceiros

sexta-feira, 20 de março de 2009

Solar








Mirei no profundo mar
da sua alma. Foi simples ver
tantos peixinhos a nadar,
navios atracados, âncoras,
fantasmas dos afogados.

Toquei seu plexo solar!

Senti seu corpo me encontrar
no verão das nossas peles
nuas; rubras flechas, eretas.
Acordes perfeitos de
nossas vozes roucas, ângulos -

deste masculino quadril
(entradas&bandeiras).

6 comentários:

ADiniz disse...

Momento de dueto,
na sincronia das vozes,
são bons de solar na lembrança.
Tocar no plexo solar
só é bom na poesia.
hehehe!
Bjs

Adolfo Payés disse...

Una hermosura de versos como siempre poeta llenos de amor que nos invade el alma..

saludos fraternos con mucho cariño

besos

que pases un buen fin de semana

Ricardo Kersting disse...

Não é fácil chegar em alguns pontos..O plexo solar é um deles é chakra dificil escondido. Mas há quem consiga..
Beijo

Cynthia Lopes disse...

Depende do momento Ana, rsrsrs...
bjs

Cynthia Lopes disse...

Muito obrigada Adolfo pelo seu carinho e sua gentileza de sempre, isto é o que chamo de uma dádiva, seu presente presente para mim. besos y besos

Cynthia Lopes disse...

Ricardo, estou com saudades de vc, faz tempo não conversamos. bjs