Parceiros

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Para deixar de sonhar
















me encontro em novas palavras,
em outras construções.
aproveito para fazer a faxina
da alma, troco emoções.
há muitas formas
de se construir um outro jeito,
várias facetas de ser
um Picasso.
talvez eu não precise do silêncio.
quem sabe, é justo o contrário?
quem sabe, este seja o momento
de falar para ser ouvida?
respirar fundo e sorver a vida,
tirar as cascas das feridas,
vê-las cicatrizadas.
deixar de escutar outras vozes,
romper com os ritos e os mitos.
a novidade está em mim,
novos são os versos
que nascem assim.

6 comentários:

Sonhadora disse...

Cynthia

Nunca deixes de sonhar, pois se não sonhares não consegues "parir", esses poemas maravilhosos.

Bjs

Ricardo Kersting disse...

Pego para mim essas palavras. Com força, seguro...
Eu sei, mas ouvir é preciso..
Beijos

Cynthia Lopes disse...

Oi, Rosa-Flor, deixo de sonhar não. Sonhar é a antítese do desespero, e o desespero é um sentimento que mata! E eu preciso viver, para fazer brotar novas palavras. bjs

Cynthia Lopes disse...

Ricardo, vc sabe tudo.
bjs

neli araujo disse...

Lindos teus versos, amiga!

A novidade está em ti, sim!

Continua,linda! Não para de sonhar e de por no papel!

beijocas,

neli

Cynthia Lopes disse...

Oi Neli, não para enquanto tiver parceiros como você! bjs