Parceiros

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

*****Ao poeta e amigo, Aroeira















gosto de doce,
de beijo, de pão de queijo.

gosto do verbo,
verso, palavra e poesia.

o poeta vive
do gosto que sente
na ponta da língua.

11 comentários:

Aroeira disse...

nossa, menina! de arrepiar, me emocionei... que homenagem! me faltam palavras, sobram resfolegos.
bjo&bjo

Aroeira disse...

sobre o meu poema "labirinto": é, na verdade foi a má construção do poema. eu me achei perdido depois quiela se foi. não passou a ideia, né? vou repensar e reformular. isso estava me corroendo desde o seu nascimento. ele precisava mesmo de uma incubadeira.
bjo.

Í.ta** disse...

que maravilhoso esse poema!

um entrelaçamento encantador de palavras.

tem coisa sobre o velho graça lá no um-sentir.

beijos.

Cynthia Lopes disse...

Aroeira, cuidado com o coração, viu? Fico feliz "as pampas" que vc tenha gostado! beijos cheios do meu carinho

Cynthia Lopes disse...

Obrigada Í.ta!!! bjs

Daniel Hiver disse...

Gostei Cynthia...
gosto desse poema doce,
que lembra beijo,
e é melhor do que pão de queijo
...e que me lembra
das coisas boas que senti e sinto o gosto na ponta da língua.

JasonJr. disse...

...gosto de palavras imaginadas & recordadas...

Cynthia Lopes disse...

Isso porque vc é um poeta, Daniel!
bjs

Cynthia Lopes disse...

Obrigada Jason,
bjs

Jackie Nascimento disse...

Lindo demaisssss! Adoro poesia...Parabéns!

Cynthia Lopes disse...

Obrigada Jackie!!!!