Parceiros

terça-feira, 3 de maio de 2016

peçonha


chicote na carne
(sal grosso e sol
pra curar as feridas)

não me venha falar
de verdades quando
sabemos ser tudo mentira

agora morde a carne
esta posta de sangue
e chaga aberta

não olhe pra mim
com estes olhos de pecado
sei bem que me tens ojeriza

agora pisa a carne
esta podridão fedorenta
esse estrume

e não me abra a boca
pra falar de sentimentos
sei que por mim se sentes nada
é muito

joga a carne no lixo
mas antes a moa e ponha
o teu veneno

pois é isso que tens por dentro


4 comentários:

BETONICOU disse...

Oi Cyntia! Passando para ler um poucoda qualidade de sua escrita... Beijos ! beijosss

Cynthia Lopes disse...

Gracias Beto!
bjs

BETONICOU disse...

Forte, muito forte, porem belo! beijosssss

Cynthia Lopes disse...

Obrigada Beto!
beijão