Parceiros

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Teatro Vivo

Inspirado no grupo de dança contemporânea "¡DÍGALO!"





Não tape seus olhos nem minta para si.
Veja os pequeninos de Deus, os nossos filhos,
pelas ruas drogados, caídos, violados,
como bonecos jogados nas mãos de uns e outros.

Escute seus gemidos, seus gritos de pavor!
A realidade está posta, para ser sentida.
Devolva com arte. Então, não se cale.
Você tem mãos, meios, voz, expressão.

Mostre, através dos seus gestos, da sua postura,
que somos livres no amor, e não escravos.
Nós - não precisam sufocar nossa garganta-,
temos tempo, não permita que os lábios calem,

que o momento passe, que os desejos terminem,
e os sonhos morram. Nos expulsem das coxias,
nos arranquem da cena, selaremos a arte
e a vida, neste mesmo espaço. Celebremos!

No palco sobe a plateia, aplaudida de pé pelos atores.

15 comentários:

Adolfo Payés disse...

Mi poeta del alma cuanto te extraño leerte,, bellos tus versos como siempre, muy sentidos..

Te dejo mis saludos fraternos con el cariño inmenso de siempre.
Un abrazo muy fuerte.

Besos muchos

Que tengas un buen fin de semana

Gaspar de Jesus disse...

Carissima CYNTIA
Que bom que você percebeu o porquê da minha narrativa.
Isso mostra a sua ALMA NOBRE de POETA.
Muito obrigado CYNTIA.
Li e reli as suas belas palavras.
É tempo de "celebrar a vida"!
Bom fim de semana
Beijinhos
G.J,

Renata (impermeável a) disse...

triste a sociedade que nao se importam com seus filhos......




egocentrismo ao cubo.

Renata (impermeável a) disse...

tem um selo para vc no blog...

Cynthia Lopes disse...

Muito, mas muito grata mesmo Adolfo. Lhe devolvo o elogio e o meu abraço, muy fuerte. besos muchos...

Cynthia Lopes disse...

Eu que lhe agradeço Gaspar, pelas lindas imagens que me inspiram e trazem novas cores ao meu mundo! Um grande bj...

Cynthia Lopes disse...

Triste de nós Renata, a cada violência parece que me mutilam. Que Deus tenha misericórdia... bjs

Cynthia Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cynthia Lopes disse...

Obrigada Renata, por mais esta gentileza! bjs

A.S. disse...

Cyntia...

Este teu poema é um verdadeiro hino de Liberdade!!!


Beijos...

Ricardo Kersting disse...

É, talvez seja isso que esteja faltando. Celebrar.
Bjs.

Cynthia Lopes disse...

Obrigada A.S. eu gostaria de realizar alguma coisa concreta com a minha arte, com a minha fé, algo que mudasse, que revolucionasse. Em comunhão com outras pessoas, com outras formas de expressão, com outras propostas que fossem muito mais significativas do que as instituições oficiais e suas politicas nacionais. Na verdade eu tenho um nó na garganta, você não tem? bjs

Cynthia Lopes disse...

Ricardo, talvez nos falte poder, finalmente, celebrar. bjs

neli araujo disse...

Olá, Cynthia!

Só hoje estou chegando neste teu poema forte e impactante!

Impossível tapar os olhos, amiga!

Muito lindo como coloca em forma de poema um tema tão duro, tão sofrido.

Gostei muito!

beijinho carinhoso,
Neli

Cynthia Lopes disse...

Que bom Neli, eu estava mesmo com um nó na garganta! Depois que vi a história e coreografia montada por este corpo de dança contemporânea, o Dígalo!, fiquei tão impactada com as denúncias que eles fazem através da dança com relação a exploração infantil, qaue não pude deixar de me expressar também. Um grande beijo querida, quisera pudesse eu fazer mais, Cynthia