Parceiros

domingo, 31 de outubro de 2010

Outubro ou nada

.




para Nei Duclós







que poesia é esta
viajante no tempo,
jogada ao vento
ácida e cortante?

tal qual flecha certeira
ruma, revolucionária,
a novos outubros,
petulante e arteira.

abre clareiras,
a golpes, galopes
escrita na vida
incisiva e livre

são teus poemas
que mudam este mundo,
cego, surdo e mudo,
em sonho fecundo.

6 comentários:

Nei Duclós disse...

Essa é a poesia abraçada pelos contemporâneos com amor e carinho e é por isso e só por isso que ela existe, Cynthia. Muito emocionado com tua homenagem, muito obrigado. Beijos!

Cynthia Lopes disse...

Bjusss Nei e minha admiração sempre!!!

ADiniz disse...

Ola Cynthia
Bem com tuas palavras me causaram curiosidade em relação ao poeta homenageado então fui sabê-lo um pouco e já gostei assim que li “memória e identidade”
Compreendida homenagem
Bjinhos e uma com aroma de jasmim dos poetas a vc.

Sonhadora disse...

Minha querida

Uma homenagem linda...amigos são isso.
tinha saudades de passar aqui.

beijinhos com carinho
Rosa

Cynthia Lopes disse...

Ai que bom Ana! Eu amo o Nei, amo a sua poesia. Espero que muitos mais o leiam e amem! bjuss

Cynthia Lopes disse...

Oh minha querida Rosa, eu que estou com saudades deste meu espaço de versos! Como também o dos amigos, bjuss