Parceiros

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Drummond

o poeta
vê a cidade
através do mar.


(a luz da poesia
se faz escultura)


perpetuado
sobre a cidade,
o seu olhar.

26 comentários:

Wilson Torres Nanini disse...

Cynthia,

vc está certíssima: o olhar de Drummond permanece atual.

O cotidiano, sob certa luz, é poesia pura!

Abraços!

Ana Andreolli disse...

adoro essa imagem

Cynthia Lopes disse...

Beijão Wilson!!!

Cynthia Lopes disse...

Tbém Ana!
bjs

Aroeira disse...

viva o poeta-maior, viva você.
bjão

*Sô* disse...

salve,salve Drumond! Salve,salve Cy!
Poetas,palavras,poesia,maestria.

Cynthia Lopes disse...

VIVA NÓS!
BJS

Gaspar de Jesus disse...

CYNTHIA
Gosto desta imagem poética.
A imagem anterior é Fantástica.
Bjs
G.J-

Cynthia Lopes disse...

Obrigada Sô!
bjs

Cynthia Lopes disse...

Gaspar, que bom te ver por aqui de novo, que saudade!!!
beijão

RosanAzul disse...

Olá Cynthia, uma bela postagem em homenagem ao grande Drummond...
Um bom fim de semana!
Abraços, Rosana

lis disse...

O Rio ficou ainda mais lindo depois do Drumonnd sentadinho aí rs
como gosto!!
deixo abraços Cynthia
obrigada pela visita e comentário

Cynthia Lopes disse...

Rosana, muito obrigada por ter deixado seu comentário, bjs

Cynthia Lopes disse...

Lis,
obrigada pela visita!
bjs

Sonhadora disse...

Minha querida

Drummond ficou eternizado nas suas palavras.

Deixo um beijinho com carinho
Rosa

Gaspar de Jesus disse...

Olá Cynthia
Vim agradecer as visitas e desejar-lhe um BOM DOMINGO.
Bjs
G.J.

Cynthia Lopes disse...

Nossa, Flor, muito obrigada pelo comentário!
bjs para ti com todo meu carinho

Cynthia Lopes disse...

Obrigada Gaspar, ótimo domingo para ti tbém!!!
bjs

Paulo Tamburro disse...

Nossa como eu amo esta cidade!!!

Rio de janeiro e Drummond nada mais incrível.

E ainda bem que param de tirar os óculos dele.

Lembra?

Abração carioca.

Cynthia Lopes disse...

E não é mesmo Paulo? Ainda bem que pararam com isso e Drummond, o mar e a cidade do Rio de Janeiro, finalmente, se olham em paz.
bjs

Fernanda Leturiondo disse...

Lindo!!!

Cynthia Lopes disse...

Obrigada Nanda,
bom te ver!
bjs

nydia bonetti disse...

Por que de pedra é o poema e por que havia uma pedra em seu caminho... o poeta agora é de pedra. Mas sempre haverá uma flor desafiando o tédio, o asfalto, a pedra... E o olhar do poeta perpetua. beijo!

Cynthia Lopes disse...

lindo Nydia, obrigada!
bjs

Rogério Pimentel disse...

Em Belo Horizonte (o aqui do meu coração) o poeta via a cidade subindo e descendo a rua da Bahia na tentativa de perpetuar a Serra do Curral. O poeta era a montanha. Bjus

Cynthia Lopes disse...

Vê Rogério, tudo uma questão de perspectiva, relativo ao olhar poético. bjs