Parceiros

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

bêbada bomba cardíaca



balão abandonado
rolado pelo chão
sem qualquer
utilidade

chutado pelas crianças
que o veem sem dono
de um lado pro outro
sem direção

coração jogado
na sarjeta das ruas
sozinho, furado
nem pra bola

tem mais alguma serventia!

Do meu novo livro: Amor em tempo de esbórnia 


2 comentários:

BETONICOU disse...

Oi Cynthia! Quantas vezes somos esse balão não é mesmo? Nos abandonam ou nos mesmo nos abandonamos em qualquer canto, quando podia flutuar e se engendrar por entre as nuvens...Pequeno, porem profundo esse texto! beijos! estou meio sumido, devido a projetos de livros, mas sempre que posso posto algo novo no blog. Ótimo fim de semana!

Cynthia Lopes disse...

Obrigada querido amigo,
um grande beijo!