Parceiros

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Hoje é dia...





da dor que retém meus passos.
Da raiva que quase destruiu
meus dias de construir quem
eu sou. Não! hoje é dia de pôr

para fora, de expor meu
ódio! (forte não é?), pois é.
Ressentimentos, rancores,
repugnâncias, aversões.

Figuras fantasmagóricas,
gente que eu já enterrei, sem
lágrimas. Minha família

eu construo agora, com os
meus amigos, meus amores,
o dia é de sol e novo.

Um ponto final naquilo.
:eu escolhi ser feliz!

8 comentários:

Adolfo Payés disse...

Cuanta verdad en versos nos entregas,mi bella poeta de la ternura..

saludos siempre con mucho cariño, y besos fraternos y solidarios..

un abrazo.

mi querida poeta del alma

Cynthia Lopes disse...

Abrazos con toda la mia ternura, Adoldo. besitos

Ricardo Kersting disse...

Nós esperamos de quem é proximo, a melhor das atitudes, toda a bondade e compreensão. Mas por razões que eu sinceramente desconheço, as pessoas mais próximas muitas vezes são as que mais nos atingem..Por outro lado, algumas vezes, a recíproca é verdadeira..São as estradas e caminhos da coexistência.
Beijos

Cynthia Lopes disse...

Não, são as feridas que ficaram! E que eu arranco dia a dia... todos os dias, da minha carne, da minha alma, da minha sensibilidade; escolhi ser feliz. bjs

ADiniz disse...

Momentos importantes.
Reconhecimento de sentimentos humanos,
não bons mas necessarios,
para saber,
se perdoar.
Apartir do desapego
por sentimento de baixa vibração,
permitesse então
a renovação.
Hoje,amanhã, todos os outro dias de nova vida.
A verdadeira Páscoa.

Bjkas.

(l' excessive) disse...

Grande escolha!
Ser feliz é o que importa
Deixei um mimo pra vc. lá no fotografias, poesis e um tantinho...
;o)

Cynthia Lopes disse...

Ana, linda a sua tela! me identifiquei, é como se estivesse parindo a mim mesma, eis o meu momento. bjs

Cynthia Lopes disse...

Brigadão, Liz! bjs
(Estou curiosa...)