Parceiros

sábado, 31 de julho de 2010

Espera

Tela: Espera de SAID AHMADY





















noite longa... eu me pergunto
sobre o significado
do silêncio,
do tempo esquecido
na ampulheta.


brasas dormidas,
madrugadas insones,
ouvidos atentos
aos passos no corredor,
ao sons do elevador.


mais um dia cerra suas portas
e um outro começa.
somos distâncias e medos,
vidas pelo avesso,
longo intervalo de quatro tempos.


somos uma música
da qual ninguém se lembra.
e mesmo assim eu persisto,
porque depois de tudo
ainda há poesia,

vestígios, restos de estrelas,
ecos dos nossos sonhos,
o teu calor em mim,
esta longa noite...
e nada mais.






28 comentários:

ErikaH Azzevedo disse...

Belo e de uma profundidade que espanta...e vejo a menina tão mergulhada em si mesmo, saudades faz essas coisas, nos conhecermos mais, nos colocarmos em primeiro, o nosso sentir..e escrever é o extravasar de tudo isso, é o que nos dá um pouco de paz né...feliz são meus olhos que aqui puderam te ler menina...amei viu, de tudo que já li de ti foi o que eu mais amei.

Monte de beijos e braços que te abraçam forte.

Erikah

Cynthia Lopes disse...

Ai Erika, obrigada!
(de tão sensível que ando, até pude sentir o teu abraço.)

Sonhadora disse...

Minha querida Cynthia
Maravilhoso poema, profundo tocando a alma.

vestígios, restos de estrelas,
ecos dos nossos sonhos,
o teu calor em mim,
esta longa noite...
e nada mais.

Como estas palavras dizem tanto...uma vida.

Beijinhos com carinho
Rosa

Ricardo Kersting disse...

Oi Cynthia.

Lindo poema, gostei muito.
Uma reflexão madura e lúcida, de quem atingiu um estágio de equilíbrio diferenciado.

Cynthia Lopes disse...

Minha querida Rosa, Flor tão linda, obrigada pelo comentário carinhoso e sensível. bjs

Cynthia Lopes disse...

Obrigada por sua análise, Ricardo. bjs

nydia bonetti disse...

Que coisa... teu poema também me passou serenidade e equilíbrio - além de uma enorme lucidez de quem observa a vida com atentos sentidos. sim - ainda há poesia - e a gente persiste. beleza de poema, Cynthia! beijos.

Sandrio cândido. disse...

primeira vez aqui e já me deparo com o verso meditado que diz: somos distâncias e medos e na verdade somos. parabens pelo espaço
se possivel visite-me.
saudações.

Fernanda Leturiondo disse...

Cynthia, sempre tão gentil e atenciosa. Obrigada, querida.
E seu Cântico cada dia mais inspirador.
um beijo grande
Nanda

Fouad Talal disse...

amanhã o sol vai nascer de novo e de novo e de novo....

Cynthia Lopes disse...

Fico feliz com estas suas observações, Nydia. Serenidade e equilíbrio, que coisa boa, talvez sejam estes anos de reflexão, olhos bem abertos para minha história de vida. Obrigada e bjs

Cynthia Lopes disse...

Sandrio, vou te ver sim. Obrigada por comentar. bjs

Cynthia Lopes disse...

Nanda que bom ter vc pertinho. bjs

Cynthia Lopes disse...

Com certeza Talal Lama, com certeza. bjs

neli araujo disse...

Amiga querida,

Faz tempo que não te visito...

Por aqui tudo diferente... no template, nas cores, mas não na sensibilidade, que está cada vez mais apurada!

Gostei muito do teu poema, linda!
E a frase que mais me "pegou", foi:

"o teu calor em mim"

O calor do outro em nós é uma sensação inexplicável!

beijo carinhoso, e agradecido pelas suas visitas em meus hai-kais!

Neli

Cynthia Lopes disse...

Estava com muita saudades de ti Neli, que bom, adorei a visita e o comentário. bjs

Arnoldo Pimentel disse...

Passei para conhecer seu blog, muito lindo mesmo, amei.Poesia encantadora esssa.Parabéns e tudo de bom pra você.Se puder visite meu blog e deixe um comentário.
http://palavrasnosventos.blogspot.com

Cynthia Lopes disse...

Muitíssimo obrigada Arnoldo, por ter passado e deixado um pouquinho de ti. bjs

Renata (impermeável a) disse...

Cintia,

palavras atormentadas,
mas,
não consegue não fazer que fiquem sutis e delicadas..

Betha Mendes disse...

Somos todos esta espera, em que silenciosos, buscamos nossas explicações. Nem sempre as temos, mas a poesia vibra, ilumina e nos transforma.

abç

Betha Mendes

Cynthia Lopes disse...

Obrigada Renata, bjs.

Cynthia Lopes disse...

Com certeza Betha!!!
bjs

A.S. disse...

Cynthia...

Sempre bela, sensual, excitante!
Te adoro...


BjO´ss
AL

Cynthia Lopes disse...

Albino, delícioso o seu comentário, bjs

A.S. disse...

Cynthia,

Deixo-te um poema com o mesmo titulo, do meu livro " Madrugada sem Fronteiras"!

BjO´ss
AL

ESPERA

Por vezes ficamos com o olhar inerte
pousado na lonjura
olhando a vertigem dos dias,
o rasto impreciso do tempo que escoou
entre escarpas de risos e lágrimas…

Por isso, fecha os olhos,
apaga o negrume das imagens,
deixa renascer os gestos,
o sorriso,
o prazer…
ensina-me o caminho dos teus desejos
e aguarda os sonhos,
pontuais como a noite…

Cynthia Lopes disse...

E quando terei um livro teu???
Amo os teus poemas...
bjs

Daniel Hiver disse...

... mas também há músicas que saimos cantarolando assim do nada... e nem ao menos desconfiamos onde as aprendemos!

Cynthia Lopes disse...

Com certeza Daniel!!!! bjs