Parceiros

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

magia dos dias




o mar é meu chão. já a linha
do horizonte, meu prumo.
gosto da lida diária
e depois, exausta, pela
noite vencida, me deitar
neste fio tênue, balançar
ao sabor dos ventos, fechar
meus olhos, apagar uma
a uma as estrelas e os
astros, em minha mente.

adormecer no colo
do útero divino, sem sonhos,
sem sombras, silente.

*Desenho do livro Dibujos Invisibles, de Gervasio Troche.

6 comentários:

BETONICOU disse...

Oi Cyntia ! Belíssimo poema ! entrelinhas ricas em dizeres ... beijo e ótima semana !

Cynthia Lopes disse...

Obrigada Beto,
gostei muito do
superlativo!
Não sei se merecido,
mas é legal ter esse
feedback de vcs.
beijão

BETONICOU disse...

Sua poesia é suave , cheia de singelezas, e forte ao mesmo tempo... Obrigado pelos comentários la no blog minha querida ! beijossss

Cynthia Lopes disse...

É sempre um prazer passear por
sua prosa poética, querido Beto!
Obrigada a ti, por nunca desistires
de nossos blogs.
bjs

Zilani Célia disse...

OI CYNTHIA!
TE VI NO BLOG DO BETO E COMO GOSTO DE CONHECER NOVOS ESPAÇOS E AMIGOS, CHEGUEI AQUI E RESOLVI FICAR E TE SEGUIR.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Cynthia Lopes disse...

Muitíssimo obrigada Zila!
Seja sempre bem vinda.
bjssssss