Parceiros

domingo, 12 de outubro de 2008

Mário Quintana





Há ilusões perdidas mas tão lindas que a gente
as vê como esses balõezinhos de cor que
nos escapam das mãos e desaparecem no céu...



*Meus queridos leitores, poetas e amigos,
achei esta preciosidade no blog (l'excessive),
de Liz Kasper,
e a trouxe para o comentário geral de vocês.
Bjsss

5 comentários:

Adolfo Payés disse...

Mis ilusiones se comparten en este sitio con vos... tierna poeta de sueños, estoy con vos querida y amiga por siempre saludos...

siempre bellos tus versos. un beso

saludos

Cynthia Lopes disse...

Gracias siempre Adolfo...
besos

Priscila Lopes disse...

Conhece o poema Balõezinhos do Bandeira?

http://www.triplov.com/poesia/manuel_bandeira/brisa.htm

Beijos

Cynthia Lopes disse...

Oi Pri, vou procurar para conhecer, adoro Bandeira. Bjs

LetrasAlinhadas disse...

Ainda que nem sempre que venho até aqui comente, continuo a gostar de cada pedacinho.