Parceiros

sábado, 23 de janeiro de 2010

Zás-trás


sabe aquele amor,
que se foi depressa
sem olhar pra trás?

cada qual na sua,
e todos em paz.

10 comentários:

Ricardo Kersting disse...

Há esses rompantes. Coisas meio disfarçadas. Vão e nem olham para trás. Quando fica tudo bem e em paz...legal né?
Beijos.

El Drac disse...

Quando o amor se foi alguém pode ficar sozinho? Em suyosí, porque a vida tem que continuar, mas a dor não vai deixar-nos a encontrar a paz. Um abraço.

Cynthia Lopes disse...

Pois é meu amigo Ricardo, as coisas estão muito mais assim hoje em dia. O melhor é levar na boa, quem amou de verdade, amou e pronto. Pra quem nunca amou é que a coisa tá difícil.
bjs

Cynthia Lopes disse...

El Drac,
talvez eu não esteja mesmo falando de amor, quem sabe é só uma tentativa? frustrante é claro. bjs

Sonhadora disse...

Minha querida Cynthia
Mais vale muitas vezes ir, que ficar, sem estar.

beijinhos carinhosos
Rosa

Cynthia Lopes disse...

Com certeza minha querida Flor-de-poesia.
pense bem nestes versos...
bjs

neli araujo disse...

Cynthia querida,

Fiquei pensando na tua frase, linda!

Quisera as coisas fossem assim!

Difícil...a gente sempre olha para trás...e acaba virando estátua de sal, como a mulher de Ló na bíblia...

beijinhos,

Neli

Cynthia Lopes disse...

Neli, muito bom seu comentário.
Muito bem lembrado a questão da esposa de Ló. Bjs

Aroeira disse...

é zás, mesmo! zás-leva!

Cynthia Lopes disse...

É o seu estilo né Aroeira?
Que bom, Capitão, saber que vc gostou de mais este. bjs