Parceiros

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Aprendizado


















aprendi
com meu pai
a ter medo.

aprendi
com minha mãe
o degredo.

aprendi
comigo
a sobreviver.

aprendi
com Deus
a ser eu.

20 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida Cynthia

No teu poema, está um mundo de palavras...de vivências.
Muito profundo.

Beijinhos
Rosa

Adolfo Payés disse...

Querida amiga como siempre leyendo tus hermosos poemas.. un beso con el cariño inmenso de siempre..

Un abrazo
Saludos fraternos...

Que tengas una semana excelente..

meus instantes e momentos disse...

que bom vir aqui.
Maurizio

Nei Duclós disse...

Teus poemas não são "hermosos" (ah, esses fãs repetitivos), mas terríveis. Como um pai pode ensinar o medo? Como a mulher herda da mãe o sentimento de exílio? Como alguém pode aprender a sobreviver sozinha? Para onde foi a família? Como achar a própria identidade esgrimindo com a idéia de Deus? Essa solidão é fruto do abandono do seu entorno social? Todas essas impossibilidades e assombros estão no teu poema. Feito pedra que rola sozinha, mas acorda o resto, propondo a avalanche. Poesia é para isso: não para gerar "hermosura", mas para segredar o desequilíbrio. Bjs.

Nydia Bonetti disse...

Nossa, Cynthia! Tenho um poema parecido com este, que escrevi há séculos, mas nunca publiquei. Aliás, nem sei se consigo encontra-lo nas minhas gavetas. Agora me deu saudades do tempo em que o escrevi... beijo, querida.

Cynthia Lopes disse...

Oi minha Flor,
é isso, mas com toda esta delicadeza. bjs

Cynthia Lopes disse...

Gracias Adolfo!

Cynthia Lopes disse...

Maurizio,
seja bem vindo,
ao meu mundo
de versos
sempre vivos.
bjs

Cynthia Lopes disse...

Nei, só você:
sempre intrigado e jornalístico;
sempre o poeta de palavras certeiras e fortes;
sempre os sentidos aguçados
e as respostas na ponta da língua;
sempre me vendo por dentro e por fora; sempre defendendo com unhas e dentes aquilo em que acredita.
Meu amigo vc foi feito sob medida, sem tirar nem por. Um enorme beijo e posso te dizer que acabei me emocionando prá valer.

Cynthia Lopes disse...

É Nydia, forte né?
Tinha que ser assim, em poucos traços um retrato, em curtos versos uma vida.
bjs

Gaspar de Jesus disse...

Olá CYNTHIA
Belissimas as suas palavras!
Parabéns
Origado pelas visitas
Bjs
G.J.

Cynthia Lopes disse...

Oi Gaspar, eu que te agradeço.
bjs

A.S. disse...

Querida Cynthia...

Aprendemos com todos. E a cada dia aprendemos uma coisa nova!


Beijos...
AL

Renata (impermeável a) disse...

aprendi com meu pai ser honesta, com a minha mae a dar amor sem querer nada em troca, comigo aprendi a ser ousada e com Deus aprendi a paciencia.

lindo poema, me fez pensar!

Cynthia Lopes disse...

obrigada pela visita Albino,
bjs

Cynthia Lopes disse...

Que bom Renata,
bjs

A.S. disse...

Cyntia...

Belo este teu poema!
Aprendemos um pouco com todos, mas muito mais com quem está presente dentro de nós!

Beijos
AL

Cynthia Lopes disse...

Obrigada, Albino.
Na verdade as pessoas ensinam aquilo que está guardado em seus corações. Nem sempre é o ideal ou o melhor, mas com certeza é o que elas podem dar.
bjs

neli araujo disse...

Cynthia querida,

Palavras fortes, mas verdadeiras.

Gostei demais, amiga!

Me fez pensar...

beijos,

Neli

Cynthia Lopes disse...

Que bom Neli, gostei muito de fazer um poema que mexeu com tanta gente! Valeu.
bjs