Parceiros

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Eros




















menino em branco mármore:
não voa, sob o peso
das mãos inacabadas.

10 comentários:

Nei disse...

Uau!

Adolfo Payés disse...

que puedo decirte poeta del alma tierna de la vida, que tus versos son hermosos, poeta

saludos fraternos
con mucho cariño
un beso y abrazo inmenso

Cynthia Lopes disse...

UAU! Lhe digo eu Nei...
Um grande abraço

Cynthia Lopes disse...

Eu retribuo seu carinho meu amigo Adolfo, besos y besos

Ricardo Kersting disse...

Eros voará. Ainda não está preparado, quando a hora chegar, voará sim. Todos acabam voando. Até os meninos.
Beijo..

Mara faturi disse...

Belíssimo vôo, como são os anjos poetas;)
saudades de vc moça!!!
bjos

ADiniz disse...

Voo pesa,
peito é colmo,
raiz em pó,
sobre a pedra breu.
Meni lito.

Bjs Cynthia
Gostei por isso atrevi

Cynthia Lopes disse...

Vamos ver Ricardo, vamos ver, afinal esta é apenas uma imagem ou miragem ou meu próprio deserto!? Acompanhemos com carinho o voo do amor...

Bjs

Cynthia Lopes disse...

Mara, saudades tuas tbém, bjs

Cynthia Lopes disse...

Ana, aqui o terreno é fértil para as palavras, elas nascem, crescem e sobrevivem aos ventos, rsrs...
bjs