Parceiros

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Fome & Sede




















Para o tempo
que eu quero viver, sorver
até o último gole
destes poemas de amor e desejo.

Para o tempo
que eu quero sugar, extrair
até a última gota
do suculento suco destas palavras.

Para o tempo
que eu quero ler, espremer
a fruta até o bagaço,
de todos os versos
que existem neste universo.

4 comentários:

Sonhadora disse...

cynthia

Maravilhoso, não preciso dizer mais nada, sinto.

Bjs

Ricardo Kersting disse...

Também sinto...
- O tempo sempre pára quando escreves>>

Beijos

Cynthia Lopes disse...

Bjs, Rosa-Flor!

Cynthia Lopes disse...

Também tenho esta sensação quando leio o que vc escreve, fico feito besta, um sorriso na cara, lendo sentidos atrás dos sentidos que dás a cada palavra. Ando boba...
bjs