Parceiros

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Voraz
















devoro poemas,
os meus, os de todos,
sem dó nem piedade.

saio na noite
à procura dos versos
prenhes de alma.

volto pela manhã,
saciada a sede.
adormeço...
em poesia esplêndida.

14 comentários:

Adolfo Payés disse...

Es un hermoso poema como siempre poeta..

Besos preciosa..

Es un gusto leerte..

Un abrazo
Saludos fraternos...

Sonhadora disse...

Lindissimo Cynthia.
Um verdadeiro poema de uma poetiza como se diz por terras Lusas.
Beijinhos

ADiniz disse...

Boa noite Cynthia!

Nada melhor que se embriagar pelas noites na natureza, ela nos preenche não só aos olhos, mas a alma que penetra os poros fazendo-se em poesia traduzida na forma escrita.

Bijnhos uma linda semana a vc.

Ricardo Kersting disse...

Oi Cynthia....

A antropofagia poética é um privilégio.. Quisera eu ter essa voracidade e exercê-la com tanta desenvoltura...No momento me contento com a "autofagia".
Talvez seja porque somente eu me permita..ou falta coragem!!!
Bjs..

Fernanda Leturiondo disse...

E viva a poesia, os poetas e seus devoradores!

um bjo

Cynthia Lopes disse...

Adolfo, obrigada sempre.
Estou com saudades dos teus versos, de passear por tuas letras e palavras, te visito hoje. besos

Cynthia Lopes disse...

Rosa-Flor,
obrigada pelo carinho de sempre.
bjs

Cynthia Lopes disse...

Ana,

que bom te ver por aqui.
nos embriagamos de natureza,
borboletas em nosso ventre
fértil.
bjs e um lindo domingo para ti...

Cynthia Lopes disse...

Ricardo, quero te ver
pelos ventos,
esculpindo, uma nova vida
ou uma vida nova, rsrs...
bjs

Cynthia Lopes disse...

Oi Nanda,

QUANTO MAIS POESIA MELHOR!!!

Bjs

neli araujo disse...

Que lindo poema, amiga!

"saio na noite
à procura dos versos
prenhes de alma."

É o que venho buscar por aqui...e sempre acho, linda!

beijinhos,

neli

Cynthia Lopes disse...

Oi Neli,

faço de tudo para que vc e, meus outros leitores e parceiros, encontrem POESIA, de qualidade e paixão, neste meu blog. bjs

Vincent DeVille disse...

Voraz sois, pois vorazes somos, artistas, irmãos, de fomes insaciáveis pelo belo e pelo pouco habitual e pelo sem fim... Como vos compreendo...

Um abraço

V.D.

Cynthia Lopes disse...

Vincent, estou aprendendo a ser voraz... as raízes eu as tenho.
Me falta ver através de outros
olhos, muitos outros como os teus.
Abs