Parceiros

quinta-feira, 20 de maio de 2010

MICROCONTO


Costumava andar pelo fio da navalha. Assim, diante de um beco sem saída, bastaria um simples passo em falso!

14 comentários:

Adolfo Payés disse...

Mi querida amiga cuanto lo siento por pasar poco por tu espacio. pero he tenido problemas con mi ordenador.. pero siempre te visito cuando puedo siempre con el cariño inmenso..

Un beso mi querida amiga..


Un abrazo con mis
Saludos fraternos de siempre..

Ricardo Kersting disse...

Viste só no deu?
É difícil imaginar que um passo em falso possa ser solução de alguma coisa. A questão é adivinhar se o próximo passo será ou não em falso.
Mas quem anda sobre um fio de navalha, não deve ficar surpreso com nada.
Beijos

Fada do Mar Suave disse...

Amigo

Meu amigo pena
Mas que não pena por algo
Que não seja um penar pensado.
Meu amigo pensa
Mas que não pense por algo
Que não seja um pensar penado.
Porque nada que não valha a pena
Deve ser pensado pensa nisso.
Porque nada que um pensar não valha
Deve ser penado.

Roberto Queiroz

Uma visita amorosa na beleza da poesia de seu espaço.
Com amor da Fada do Mar Suave.

Anônimo disse...

caramba!!

Mu

Sonhadora disse...

Minha querida Cynthia
O fio da navalha...é limite, não solução.

Beijinhos
Sonhadora

ErikaH Azzevedo disse...

Perfeito..essa é a vida dos que vivem de intensidades , dos que nasceram exclusivamente pra sentir.

Bjos linda.

Erikah

Cynthia Lopes disse...

Adolfo, estás siempre conmigo!
Estás en la tuya poesia, en tus telas, en tu arte! No tegas preocupación, estaré siempre aqui, por Dios.
Besos y muchas gracias por tu amistad

Cynthia Lopes disse...

Pois é Ricardo, acho que não, acho que meu personagem crê estar pronto para qualquer coisa.
bjs

Cynthia Lopes disse...

Ai minha querida Fada, tomara que hoje eu possa fazer uma visita ao teu oásis, um grande bj e obrigada pela poesia.

Cynthia Lopes disse...

Pois é Murillo, há todo tipo de pessoas no mundo.
bjs

Cynthia Lopes disse...

Minha Flor, com razão pensas assim.
Mas este meu personagem optou por uma vida no limite, se permitiu uma saída (para ele simples), para qualquer grande impasse que tenha na vida. Mas esta é uma possibilidade que ele não teme, não significa que ele tomará esta decisão. Bjs

Cynthia Lopes disse...

Erika, não se deve brincar com a vida!
bjs

Fouad Talal disse...

e crau!
(bjo moça)

Cynthia Lopes disse...

rsrs... e seja lá o que isso for, Talal!
bjs