Parceiros

terça-feira, 4 de maio de 2010

Ojalá - Silvio Rodriguez



Engraçado o que a música pode produzir em nossa alma.
Esta em especial, que escuto e escuto repetidas vezes é a música de Silvio Rodriguez. E quanto mais a escuto, mais a minha alma se eleva em um misto de sentimentos, mas principalmente, se enche de espírito, de amor... isso de visões de amor. Algo que fuja das lágrimas, pelo menos das lágrimas solitárias... se temos que chorar, que o façamos juntos; que amemos na mesma intensidade, que nossos corpos sintam o mesmo tremor e o mesmo prazer ao se tocarem, ou apenas no encontro de nossos olhos que por mais que teimem, não conseguem se desvincilhar um do outro e que seja assim para sempre (ou que seja esta nossa ilusão mais sentida). Mas que seja! Algo que se possa tocar, que tenha peso e massa. E não a solidão de duas pessoas... só isso é muito pouco.
Será que alguém pode compreender esta dor? A dor de ser poeta? A dor de um grito, a milênios sufocados pela pressa deste novo mundo?
Eu não tenho medo destes sentimentos e dos meus sentidos, por quê você os tem?
Por quê?

14 comentários:

Fouad Talal disse...

Soy loco por Silvio Rodriguez!
Ele e a Mercedes Sosa também me produzem sentimentos desse tipo...

Um beijo!

Cynthia Lopes disse...

Gracias por las tuyas palabras Talal,
besos

Adolfo Payés disse...

Hace mucho que no paso a leerte ni publico mis poemas.. pero cuando te leo siempre lo hago con mucho cariño..

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre...

ADiniz disse...

Ola Cynthia,
boa tarde, vou então aproveitar pra contar...

Sabe tive um encontro que era tão esperado por ambos que ao nos olharmos, choramos muito com um sorriso nos lábios, pois antes era só a distancia que dizia sobre a dor da ausência da pele, depois foi a saudade suprida das almas já entrelaçadas.
Bem eu não sei o que vem alem mas sei o que senti e isso me diz que estou viva e pronto!

Bjinhos queridona!

Cynthia Lopes disse...

Ana, vc não sabe o quanto é bom ler estas tuas palavras! É muito bom ser humano e se identificar com outro ser humano. É muito bom estar vivo e, vivo através do melhor sentimento: do amor. Laços invisíveis nos unem a todos. Como eu quero hoje viver esta utopia.
bjs

Cynthia Lopes disse...

Mi querido Adolfo,
muchas gracias mi cariño por tu ternura siempre.
besos y mis saludos fraternos

Felina Mulher disse...

A música tem esse dom de nos remeter aos momentos já vividos, porém nunca esquecidos...e é essa dor que inspira os poetas...como vc!

beijos Cintia.

Sonhadora disse...

Minha querida Cynthia
Como eu compreendo as tuas palavras.
Primeiro o amor, depois...tudo ou nada.

Beijinhos com carinho.

Rosa

Cynthia Lopes disse...

Com certeza Felina-Mulher, a música tem este dom. bjs e obrigada

Cynthia Lopes disse...

Minha amiga Flor,
vc melhor do que ninguém pode compreender estes nossos corações de menina.
bjs e muito grata

ErikaH Azzevedo disse...

O importante em se poeta é saber ser dor, mas tb alegria, ser sorriso e lagrima, ser fantasia e realidade, ser sonho e pesadelo, amor e ódio, altruismo e egoismo...ser poeta em personificar em si mesmo a razão de existir....o sentir.

Flor, nao deu pra eu ouvir a musica, ainda tento...

Bjo grande

Erikah

(l' excessive) disse...

Oi, Amiga Cy!
qual é o seu nick no BYMK??? Vi seu comentário num look meu, caiu a conexão e deixei para o outro dia. Não encontrei mais seu recado. Quero ver seu looks, amiga!
Mande mail para beth.kasper@gmail.com
beijos

Anônimo disse...

conta a lenda que ele fez essa música pensando na ex-mulher, que abandonou-o, traiu a revolução e foi para os eua.

Cynthia Lopes disse...

Ah, Anônimo, obrigada pela informação. Da próxima vc até pode se identificar, ok?