Parceiros

domingo, 23 de maio de 2010

O mel no fel













O trabalho era um fardo, mas ele tinha a poesia.
E, através dos seus versos, podia ser um personagem,
seu próprio herói, distante da mesmice do dia a dia.

16 comentários:

Renato Motta-PE disse...

Quantos heróis surgem oitavados?

Fel que transborda dos cubos encaixotados.

Sistema metálico que transporta corpos enjaulados.

Abelha rainha transformando o cotidiano em néctar poético.

Muito bom Cy

ADiniz disse...

Bem...
em meu trabalho tenho tudo,
até fardo,
in fardo,
infarto...
ai saio pra me distrair
volto correndo
pra logo pintar as novidades.

Bjinhos querida Cynthia e uma semana em sol maior pra vc.

Sylvia Araujo disse...

E ser, e des-ser, ao sabor da imaginação. Existe melhor aconchego que o das palavras que nascem em nós?

Obrigada, querida, pelo enorme carinho. Ainda estou sem computador, por isso a ausência interminável, viu?

Beijoca enorme pra você

Martinez disse...

adorei por mais um de seu poema cintia, parabéns

Betha Mendes disse...

Um poema salva!!!
Bem aventurados os poetas que encontram na transfiguração das palavras os voos possíveis do dia-a-dia...

bja

ErikaH Azzevedo disse...

A poesia reinventa o homem, reinventa os dias...a poesia reinventa a vida!

Bjos meus!

Erikah

Cynthia Lopes disse...

Adorei o comentário poético meu querido amigo babilônico, Renato Motta! bjs

Cynthia Lopes disse...

É mesmo assim Aninha! O mel no fel, bjs

Cynthia Lopes disse...

Sylvia, obrigada pela presença, (mesmo estando sem computador!), vc é uma escritora preciosa. bjs

Cynthia Lopes disse...

Gracias Martinez!

Cynthia Lopes disse...

Obrigada a ti, Betha. bjs

Cynthia Lopes disse...

Erika, vc reinventa a vida!
bjs querida e obrigada pela presença constante.

JORGE EDUARDO disse...

ESTIMADA CYNTHIA:

MAS QUE UN TRABAJO,TU POESIA,REGALA SONRISAS SEDUCTORAS Y UN SOÑAR DE ATARDECERES DE INFINITA POLICROMIA.

CARIÑOS JORGE EDUARDO RIVERO (ARG)

Cynthia Lopes disse...

Jorge, que bueno contar con tu comentario. Te agradezco mucho, besos.

Renata de Aragão Lopes disse...

Identifiquei-me...

Cynthia Lopes disse...

Que bom Renata! bjs