Parceiros

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Haikai



















eu vi a sombra
da morte, por segundos:
sinistro dia.

4 comentários:

Adolfo Payés disse...

un a delicia de versos siempre nos entregas poeta del alma, clandestina de la ternura..

bellos muy bellos tus poemas..

un abrazo inmenso con mucho cariño..

Ricardo Kersting disse...

Verso perfeito para um conter uma visão tão difícil de..lidar.
Tão surpreendente quanto impensável em ti...
Beijos.

Cynthia Lopes disse...

Mesmo os mais tristes dos meus versos são sempre de alguém que nunca desiste de si mesma ou do seu próximo. obrigada pelo incentivo e pelo carinho e pela ternura com que sempre me recebes, meu querido "niño poeta".

Cynthia Lopes disse...

É por certo difícil, mas estamos vivos e basta isso para entendermos o "inexorável" da morte. bjs